Projeto No Arruz, No labur a promover a resiliência do arroz em várias frentes

O projeto No Arruz, No Labur, Ação de reforço da resiliência na fileira do arroz nos setores de Bafatá e Contuboel, na Guiné-Bissau, implementado pela TESE, com o apoio financeiro da União Europeia, cofinanciado pelo Camões, teve várias ações no mês de fevereiro. Foi dada assistência à formação de associações de pequenos/as produtores/as de arroz, está a decorrer a construção e instalação de equipamentos dos sistemas de irrigação solar e começou a divulgação dos produtos financeiros criados para os beneficiários.

20 de fevereiro, 2022

Formalização de associações de pequenos/as produtores/as

No dia 10 de fevereiro de 2022, o projeto realizou duas sessões de Assembleia Constituinte com vista a legalização de duas associações comunitárias de pequenos/as produtores/as da região de Bafatá. Estas sessões prestaram apoio técnico e aconselhamento financeiro aos pequenos/as produtores/as de arroz da bolanha comunitária de Wassadu, no setor de Bafatá, e da bolanha comunitária de Gadamaio, no setor de Contuboel, e ajudaram a avançar para o processo de formalização das associações. No fim de cada sessão foram aprovados os estatutos, elegidos os membros dos órgãos sociais e elaborada uma ata constituinte. As sessões de Assembleia Constituinte foram lideradas por técnicos/as da ASPAAB assistidos pela equipa do projeto.

Construção e instalação de sistemas de irrigação solar

Estão em curso duas obras de construção e instalação de equipamentos dos sistemas de irrigação solar no setor de Contuboel e no setor de Bafatá, região de Bafatá, concretamente nas bolanhas comunitárias de Wassadu e de Gadamaio. As construções terão visitas quinzenais de fiscalização e seguimento, realizadas pela equipa do projeto, pela equipa da empresa de fiscalização, por operários da empresa executora das obras e por fiscalizadores não-especializados, constituídos por membros da comunidade de pequenos/as produtores/as e por técnicos/as da ASPAAB.

As obras em curso visam a construção de bacias de retenção, nivelamento, construção e reabilitação de canais, diques e parcelas, e também instalação de sistemas de irrigação solar. Estes últimos vão permitir aos/as pequenos/as produtores/as de arroz aumentar a produção de arroz em pelo menos 100%.

Divulgação de produtos financeiros agrícolas  

A equipa do projeto No Arruz, No Labur, afixou 14 placas publicitárias dos Produtos Financeiros para o Desenvolvimento Agrícola, criados especialmente para a região no âmbito deste projeto.

Os cartazes informativos e os folhetos informativos foram validados por uma comissão de constituída por grupos focais das comunidades do setor de Bafatá e Contuboel. Ao todo foram produzidos 4 modelos de cartazes informativos e 1 guião com mensagens-chave de produtos financeiros, incluindo informações sobre modelos de contratualização.

 

O No Arroz, No Labur é implementado pela TESE, com o apoio financeiro da União Europeia e cofinanciado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, com o objetivo de contribuir para melhorar a segurança alimentar dos/as pequenos/as produtores/as de arroz. Pretende-se aumentar a resiliência e capacidade de adaptação dos/as pequenos/as produtores/as de arroz às alterações climáticas, através de técnicas melhoradas e adaptadas.

Tags :

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.