pt | en

A 14 de Novembro último, Davide Gentili defendeu o seu trabalho final de Mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional no Instituto Superior de Economia e Gestão, sobre o tema "O acesso à água e ao saneamento nos países em desenvolvimento: a União Europeia, as ONGD's e o caso de Bafatá na Guiné-Bissau".

Trata-se de uma investigação inspirada pela intervenção da TESE Sem Fronteiras na área WaSH na Guiné-Bissau, e que contou com a orientação de Luís Mah (membro da Direção Estatutária da TESE) e co-orientação de Miguel Silva (Diretor da TESE Sem Fronteiras). A classificação final do trabalho, que pode ser consultado em versão resumida aqui, foi de 17 valores.